Ter um irmão aos 23 anos

Fui filho único até aos meus 7 anos e não tenho muitas memórias guardadas desses momentos, talvez mais em âmbito escolar do que em âmbito familiar. Sou filho de pais separados desde os meus 4 anos, por isso também não guardo muitas memórias com o meu pai biológico. Sim, continuo a vê-lo e a falar com ele com frequência, mas já é tudo num momento muito presente.

O meu primeiro irmão nasce e tenho eu quase 8 anos, logo aí já tive de assumir uma posição de irmão mais velho, no entanto, e fruto da idade, não tinha grandes responsabilidade, na verdade era uma criança. E essa é no fundo a relação que tenho com o meu irmão, de melhores amigos. Mais tarde, nasceu a minha irmã, da parte do pai. Já era um bocadinho mais velho, mas mesmo assim, e como não vive perto de mim, a relação não é tão intensa com a família com quem estou diariamente. E pronto, estava muito bem nessa condição de irmão mais velho com idades próximas, até que nasce mais um elemento da família.

É um menino e tem 1 mês, eu tenho 23 anos. Ao início ainda não me tinha caído muito bem a ficha sobre esse facto, mas agora sim posso dizer que sou o irmão mais velho. São 23 anos de diferença. Há pessoas que são pais e mães aos 19 anos! Eu sou praticamente um segundo pai, apesar da minha idade mental se situar nos 5 anos. Vá, estou a brincar! Enfim, no fundo para partilhar convosco que hoje tenho uma responsabilidade acrescida que é a de ser irmão com uma diferença de idades tão grande. Eu vou ter 43 anos e ele está a iniciar os loucos anos 20 dele. Vai ser tudo tão estranho, mas ao mesmo tempo tão bom, porque o quero proteger e ajudá-lo em tudo o que ele precise.

Tenho a certeza que vamos ser grandes e bons amigos um do outro, daqueles que partilham muitas coisas incríveis e que no fundo querem estar sempre na vanguarda. E tenho, ainda, a certeza de que eu com 43 anos nunca deixarei de ter 20, como ele.

Não sei muito bem que tipo de Mundo se está a formar para as futuras gerações, sim porque ele já é a próxima geração, nasceu na década de 20 do século XXI. Daqui a 20 anos estamos em 2040 e tudo aquilo que sabemos conhecer à nossa volta vai ser uma completa incógnita. Porém, e não sei qual será o meu futuro aqui nestas presenças digitais, porque também não sei como estará o mundo digital daqui para a frente, quero apenas deixar a minha partilha do quão feliz estou por ter um irmão tão bebé e do qual muito me vou orgulhar dele quando crescer. É uma sensação que não se explica.

Fica aqui a promessa de que este texto não será apagado até o meu irmão mais novo o conseguir ler e perceber que, com tão poucos dias de vida, eu já o amo muito. Hoje sou irmão e amanhã quero sê-lo ainda mais e com mais convicção pelo futuro deles.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.